Loading

Cartilha ensina como calcular a inflação do orçamento familiar

Olá meninas, eu estava aqui assistindo o jornal hoje e passou uma reportagem muito interessante, corri no site deles e encontrei esse conteúdo aqui, deem uma olhadinha, espero que façam bom proveito! 😉

A cartilha do IBGE recomenda que:

– no ato da compra, o consumidor deve anotar os bens e serviços adquiridos e as respectivas quantidades compradas.

– no fim do mês, é preciso que o cidadão veja quanto de tudo o que comprou foi de fato consumido. Isso também deve ser anotado. Recomenda-se também registrar os locais em que foram feitas as compras
Obs: A variação só pode ser calculada quando o consumidor tem uma base comparativa. Ou seja, a inflação familiar só será conhecida a partir do segundo mês de anotações.

– o primeiro cálculo é a soma de todos os itens da lista de gastos. Depois, é preciso pegar o resultado da soma de um mês e do outro e usar a seguinte fórmula:
Mês 2 dividido pelo Mês 1, menos 1, vezes 100.

O resultado obtido será a inflação de um mês para o outro. A variação obtida com o cálculo é equivalente ao aumento do custo de vida da família de um mês para o outro. Esse mesmo porcentual é o quanto a renda familiar deveria ter crescido para manter o padrão de vida. Para detectar quais produtos estão mais inflacionados, o mesmo cálculo deve ser feito item por item de suas compras.

Veja aqui a cartilha do IBGE

X