Loading

Como gerar renda na universidade – Parte 1

Como gerar renda na universidade – Parte 1

O período que passamos na universidade tende a ser uns dos momentos em que não temos muitos recursos ou que queremos parar de depender dos pais e começarmos a bancar nossos próprios gastos. Além disso, a fase dos estudos deve ser aproveitada ao máximo para que você se torne uma boa profissional. E encontrar meios de gerar renda enquanto cursa uma graduação pode sim ser fácil, rentável e ainda contribuir com o seu desempenho acadêmico.  Veja algumas ideias de como conseguir isso a seguir:

1-Digitar ou revisar trabalhos acadêmicos:

Você pode oferecer serviços de digitação ou correção de textos e adequação às normas ABNT, visto que estes pontos muitas vezes são pré-requisitos para entrega ou publicação de muitos trabalhos e artigos acadêmicos. Para isso, é importante que você seja bom em redação, língua portuguesa e saiba as regras da ABNT. Divulgue nos murais da faculdade, nos grupos das redes sociais e fale com os colegas. Ao precificar, você pode levar em conta a quantidade de páginas ou palavras, por exemplo.

2-Tradução de textos ou resumos para artigos:

Ainda na mesma linha da dica anterior, se você domina o inglês ou outras línguas requisitadas, pode fazer a tradução de artigos ou textos para estudantes da sua universidade. Pode ser na elaboração do “Abstract” para TCC ou monografias; traduzir artigos em inglês para alunos de iniciação científica, transpor artigos produzidos na universidade para outra língua, etc. O preço pode ser avaliado de acordo com a quantidade de texto, com a sua afinidade com o tema ou ainda com a língua escolhida.

3- Venda conteúdo:

Escrever textos sobre a sua área de graduação ou sobre assuntos que você goste pode aumentar sua renda extra! Se você escreve bem e domina determinado tema, pode usar isso a seu favor e começar a produzir conteúdos sob encomenda. Existem alguns sites que te ajudam a divulgar este serviço, alguns deles são: 99freelas, freelancer, fiver e upwork. Após o cadastro, você passa a fazer parte do banco de dados e pode receber os pedidos.

4- Iniciação Científica:

Estar em contato com a área de pesquisa pode ser o sonho de muitas universitárias. Além disso, algumas instituições de ensino possuem ofertas de bolsas para alguns projetos de pesquisa. Se a sua graduação possibilita o ingresso em projetos desse tipo, é só escolher o que mais te agrada.

5- Estágio:

Estagiar é obrigatório para muitos alunos de graduação e é também uma grande oportunidade para começar a ter uma renda. Se você já cursou o suficiente para conseguir um estágio reconhecido pela sua instituição de ensino, comece a se inscrever em processos seletivos. Aprovado, você tem a chance de colocar em prática o que está sendo aprendido nas aulas, conhecer melhor o mercado de trabalho e a área de atuação, além de desenvolver sua postura profissional. Aproveite! Cadastre-se em sites que façam essa ponte, como o IEL, CIEE, Vagas.com e os próprios sitas das empresas visadas.

6- Trabalho temporário:

Algumas alunas ainda não podem estagiar ou precisam de um emprego enquanto não são aprovadas em um processo seletivo de estágio. Nestes casos, você pode procurar por empregos temporários ou de meio período. Cadastros em sites de vagas ou nos centros direcionadores de empregos da sua região podem dar uma forcinha para que tudo dê certo e você conquiste um emprego. É importante atentar-se a algumas condições para que o seu rendimento não seja prejudicado. O tempo disponível para o serviço, transporte, para estudos e para lazer é um fator muito importante.

 

Conseguiu se identificar com alguma dessas ideias? Tem outra para acrescentar? Conta para a gente nos comentários.