Loading

Elas poupadoras – Perfil da Thayse

Elas poupadoras – série especial com o perfil das participantes do Desafio do Porquinho promovido aqui pelo Mulher Rica

Conheça hoje o perfil da poupadora Thayse (a universitária), participante do desafio do porquinho e adepta ao consumo consciente para construir uma vida mais rica.

Nome completo: Thayse Ferrari de Oliveira

Cidade que mora: Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Idade: 21 anos

Descreva sua trajetória profissional

Uma das maiores dificuldades da minha vida foi com relação a faculdade. Me formei há pouco tempo em tecnólogo de Processos Gerenciais e paguei boa parte do meu curso com o dinheiro que ganhava do estágio. Tive ajuda financeira da empresa, mas sempre era difícil de me virar no mês para poder pagar a faculdade.

Muitas coisas deixei de comprar, passei a levar a marmita para o trabalho para economizar, levava lanche de casa para a faculdade. Infelizmente muitos alimentos não foram de boa qualidade, aprendi que por mais que queremos economizar, não podemos economizar com saúde.

Aprendi ao longo da vida profissional e pessoal a procurar o melhor preço para diversos tipos de coisas, como roupas, calçados, utilidades de escritório, utilidades domésticas e cosméticos. Uso muito site de comparação de preços, de cupons, de recebimento de um % do valor pago (como o méliuz) e site de compras coletivas. Hoje estou formada, podendo economizar mais do que economizava enquanto estava fazendo a faculdade. Pretendo investir o dinheiro economizado para poder garantir um melhor futuro para mim e minha família.

Instagram da Thayse

Quais suas maiores dificuldades em relação a economizar dinheiro?
Minha maior dificuldade de economizar dinheiro é com cartões de lojas e cartão de crédito. As vezes não me dou conta que se eu fizer uma compra e parcelar ela em cada um desses cartões, no mês seguinte vou ter muito o que pagar. E as parcelas vão se estendendo por um tempo.

O que te motivou a buscar uma mudança?
O que me motivou foi o valor da fatura do cartão hehehe. Não era dos mais absurdos, mas com certeza a maior fatura da minha vida de consumista. Pensei em adotar um estilo de consumo consciente, ou seja, não ter vários frasquinhos do mesmo produto de marcas diferentes. Deixar para comprar um novo só quando um acabar.
X