Loading

Emprego fixo ou Bico?

No último post que eu publiquei aqui no Blog da Mulher Rica, obtive diversos comentários que me alegraram muito, um deles despertou meu interesse e fez com que eu mudasse o que eu tinha programado para hoje (sábado 04/06).

No comentário a querida Rita Marques falou de sua paixão por artesanato e a pressão que sofre por parte de sua família com relação a seu desejo de trabalhar com o que ela gosta. Afinal de contas, isso é um bico, não traz um salário fixo, não garante o pão de cada dia.

Ela é formada em Ciências Contábeis porém não tem o mesmo amor pela profissão que tem pelo artesanato.

Apesar dela saber disso, a cobrança que recebe a deixa na dúvida se está certa ou errada, se deve realmente procurar um emprego ou levar adiante o “bico” como ela mesmo denomina o seu trabalho com artesanato.

O motivo pelo qual decidi mudar o meu post de hoje usando a história dela como referência é que todos nós ou vivemos ou conhecemos alguém que já viveu e/ou ainda vive esta mesma história.

Mas bem, vamos analisar o assunto, ela menciona no comentário que ama fazer artesanato, que inclusive recebe elogios pelo trabalho que faz, o que me leva a crer que ela realmente é boa no que faz, mas não só por isso, mesmo sem ver o trabalho dela, eu sei e posso dizer com toda convicção que tudo que fazemos com amor, que fazemos porque gostamos, é o melhor. Se você gosta de cozinhar e faz isso com amor, fará de uma forma que poucas pessoas o fariam. Se você gosta de limpar a casa, a mesma coisa, se você gosta de pintar, se ama isso do fundo do seu coração, perfeito, fará isso como nenhuma outra pessoa.


Mas Leandro, pintar não dá dinheiro, cantar não dá dinheiro e eu amo fazer isso!

A não? E Mozart, Picasso? O que eles tinham que você ou eu não temos?

A resposta é: NADA!

Eles fizeram aquilo que amavam mais do que qualquer outra coisa na vida, cada um com o seu amor deixaram a sua marca na história da humanidade. Pergunte a eles quantas vezes as suas famílias os criticaram, quantos não mandaram eles irem procurar um emprego de verdade.

Vamos trazer a história para mais perto, alguém já ouviu a história do Augusto Liberato, mais conhecido como GUGU? Ele queria acima de tudo ser um apresentador, hoje ganha mais de dois milhões de reais por mês, será que quem criticou ele aprendeu a lição?

Não estou entendendo Leandro, por que colocar o salário deles, são apresentadores de TV o que tem a ver com a gente?

A resposta para esta pergunta é simples minhas caras amigas, fazer artesanato é viável, ser operador da bolsa é viável e até pode se acreditar que uma pessoa conquiste a independência financeira com isso, mas se tornar apresentador de televisão? Cantor de sucesso?

Quantas de vocês já ouviram alguém dizendo para uma pessoa “Deixa de sonhar! Vai trabalhar que dá dinheiro e deixa de viver no mundo da LUA!”?


Eu já ouvi muitas, ouvi pessoas desacreditando de mim e do que eu mencionava que ia conquistar, as pessoas me chamando ironicamente de empresário quando eu andava perambulando de bermuda, regata e chinelo sem ter um centavo no bolso, hoje estas pessoas me chamam no msn para me pedir ajuda, para me pedir conselhos e quem sabe encaminhá-las para um trabalho onde ganhem bem.

Irônico não é? Não, não é irônico, é um problema e vou explicar por que.

Nós nascemos em um país onde a nossa cultura nos diz que somos pobres, que é difícil conquistar a independência financeira e que ser rico é ruim, é feio, afinal todos os ricos são criminosos, pessoas que não pensam nos outros, deveríamos tirar dos ricos e entregar aos pobres, mas minhas lindas amigas do Blog da Mulher Rica, deixem que eu faça uma observação que vai parecer cruel no início mas vai fazer sentido no final.

Pessoas pobres continuarão sendo pobres e pessoas ricas cada vez mais ricas, sabem por que? Por causa da sua mentalidade.

Um empreendedor de sucesso, uma pessoa rica por assim dizer, muitas vezes já esteve na miséria, muitos deles já perderam e recuperaram a sua fortuna mais vezes do que vocês e eu poderíamos imaginar, porém eles recuperam e recuperam mais do que tinham antes porque eles sabem como fazer isso e já colocaram na cabeça que isso é possível de conquistar, eles não têm medo do fracasso por que sabem que é por meio dele que aprendemos a nos levantar mais rápido. Agora peguemos o lado oposto, pessoas de classe média que ganharam uma fortuna de forma rápida, seja pela Mega Sena ou por um jogo como caso do Big Brother Brasil, o que aconteceu com a maioria deles? Perderam tudo de novo, no máximo ficaram com um apartamentinho e um carro.

Mas Leandro, não dá para fazer nada com um milhão de reais!

Não? Pergunte ao Silvio Santos o que ele fazia com o lucro do que vendia quando era camelô, quer saber? Ele reinvestia, e reinvestia até que conquistou o que tem hoje.

Sorte? Muitos dirão que sim, porém eu digo que não! Eu digo, foi preparo, disciplina e sonhos!

É isso mesmo minhas amigas, SONHOS, é sonhando que nos temos o combustível para conquistar o que queremos, e é por causa deste sonho que nos preparamos, é por causa deles que negamos o desejo instantâneo em busca da felicidade posterior.

Eu digo a vocês que fazendo o que gostamos de fazer, aquilo que para nós representa um sonho, isso sim nos trará o sucesso.

Estabilidade, salário fixo, é bom, mas só se ele nos levar para onde desejamos, somente se ele nos levar até os nossos sonhos, caso contrário, ele é a nossa pior infelicidade.

Viver sentado em um escritório sendo infeliz, vendo a vida passar lá fora enquanto reclamamos do nosso salário, da nossa cadeira, do nosso computador que não funciona, do chefe que só pede e não dá nada, da colega ou do colega que é uma cobrinha, e por aí vai.

De que nos adianta ter uma suposta estabilidade se seremos infelizes? Não seria melhor ser feliz?

Mas Leandro!!!! Acorda! Felicidade não enche barriga!

Minhas amigas, a felicidade enche o coração, que transmite isso as pessoas e que nos traz coisas boas. Quer saber como?

Simples, você se sente bem estando perto de uma pessoa que vive irritada, reclamando e falando mal dos outros? Eu não, agora se pensarmos em uma pessoa que vive sorrindo, que está sempre de bem com a vida? Essa eu amo estar perto!

Então vejamos o seguinte cenário, você conhece essas duas pessoas, ambas estão desempregadas e fazem a mesma coisa, seu chefe vem e lhe diz que liberou uma vaga e que quer uma indicação de alguma pessoa para preenchê-la, e esta pessoa irá sentar do seu lado, ficará a maior parte do tempo alí, do seu ladinho, conversando, interagindo com você. Quem você indicaria?

Eu com certeza absoluta a pessoa que não é negativa, que não vive reclamando e falando mal dos outros. Não que isso vá adiantar muito, afinal de contas ela vai falar de qualquer jeito, inclusive depois que descobrir que você indicou outra amiga para a vaga que ela poderia preencher, aí acabou a “amizade”! Mas, melhor assim do que acabar depois de meses sem aturar mais essa pessoa o dia todo do seu lado.

Este é o exemplo de como ser feliz pode encher a nossa barriga, por meio dos nossos contatos.

Imagine a situação da Rita, eu conseguiria ver alguns cenários, acompanhe comigo:

Suponhamos que a Rita tem o sonho de montar um empreendimento de artesanato, uma loja física linda e uma loja virtual! Ótimo, ela tem o sonho, porém ela não tem o dinheiro suficiente para realizá-lo agora, qual a soluções que ela tem?

A princípio ela pode tentar conseguir o dinheiro para financiar tudo com algum parente, amigo ou até mesmo com o banco, mas a empresa dela já começaria endividada, o que não é bom, ela ainda não tem um fluxo de caixa para pagar o empréstimo e isso poderia não só matar o sonho dela como deixá-la frustrada o resto de sua vida. Porém caso ela tenha um planejamento poderia ser uma saída.

Outra alternativa dela é desistir do sonho e procurar um emprego na área de contabilidade, pode até ser que ela um dia seja feliz, mas provavelmente vai ficar pulando de emprego em emprego, sempre  descontente com alguma coisa, seja o salário, seja o chefe e por aí vai. Porém pode ser também que ela descubra que ama fazer isso e seja feliz fazendo, que ela encontre uma ótima empresa e termine se realizando sendo uma mulher de sucesso.

A terceira opção que eu vejo seria, ela mesma irá levantar o capital para alcançar o seu sonho, irá conseguir um trabalho na área dela ou não para juntar dinheiro, ou quem sabe investir um dinheiro agora e montar uma loja online com custos reduzidos para poder levantar capital e finalmente montar uma loja física. Desta forma vemos como é possível usar alguma coisa como caminho para os nossos sonhos, quando a depré bater, saberemos que estamos fazendo isso para alcançar o nosso sonho.

É muito importante que nesta última situação a pessoa tenha um tipo de incentivo, por exemplo, calcular quanto precisa para abrir o seu negócio, colocar esse valor em uma folha bem grande em algum canto e todo mês, ao receber o salário e separar uma parte para o seu sonho, mudar o papel e colocar, agora falta somente R$ xxxx.xx isto a motivará sempre que pensar em desistir.

Para mim a escolha é fácil mas ao mesmo tempo difícil, o ser humano tem problemas com comodismo, não é fácil sair dele, mas isso é bom, se não imaginem todo mundo querendo ser empreendedor e ninguém querendo ser empregado, seria péssimo para os negócios. Por outro lado, é fácil porque para mim a felicidade é o que importa, e isso deve ser igual para vocês mulheres de sucesso. Qual o objetivo da vida se não ser feliz? Teria algum? A meu ver não.

Viver somente para sobreviver faz sentido para vocês? Para mim não!

Eu já estive diversas vezes nesta situação onde o comodismo me pegou, muitas vezes trabalhando triste, muitas vezes chorando dentro dos banheiros das empresas porque não aguentava mais ser infeliz daquele jeito e não ter a mínima ideia do que fazer, afinal, precisava do dinheiro para pagar as minhas contas.

Porém hoje vejo como cada uma dessas vezes em que eu passei por isso me fortaleceu e eu mesmo criei uma filosofia para minha vida, “Salário nenhum irá me fazer abrir mão da minha felicidade novamente!”.

Hoje enquanto escrevo com a minha esposa ao meu lado, o chimarrão no meio, o Boris deitado no solzinho do meu outro lado, vejo o quanto precisamos viver, o quanto temos coisas que não exigem dinheiro e que nos fazem tão felizes.

Ao lembrar do que sentia preso a um trabalho por causa do salário, chega a me dar arrepios.

Volto a dizer, não é fácil, costumamos colocar todo tipo de desculpas, ah mas eu tenho contas a pagar, tenho filhos para sustentar, eu sou velho/a, eu sou feio, sou bonito de mais e ninguém me ama, aqui faz frio, aqui faz calor, ah mas minha unha está encravada, e por ai seguem as desculpas mais absurdas que podemos ouvir, mas elas existem!

Mesmo não sendo fácil minhas amigas, façam sempre uma reflexão simples e assustadora, perguntem-se o seguinte:

1 – O que eu sonhava quando era criança, ainda sonho? Se não sonho, por quê?

2 – O que me faz feliz?

3 – Eu estou fazendo o que me faz feliz ou estou simplesmente deixando a vida me levar como um veleiro sem rumo?

4 – Se não estou feliz, por que não estou feliz, o que está me deixando infeliz?

5 – Como posso mudar a minha realidade e ser feliz?

6 – Estou disposto a pagar o preço, a fazer sacrifícios mas sabendo que serei feliz? Ou prefiro continuar sem esforço e infeliz?

Fazendo estas perguntas minhas amigas (e amigos também) e respondendo-as com sinceridade e com muita reflexão, ai vocês conquistarão o sucesso. Ele depende somente de nós mesmos.

Ser feliz é uma escolha, uma atitude, não é uma data pela qual precisamos esperar até ter ou ser alguma coisa, quem nunca ouviu alguém dizer coisas do tipo: quando eu for rico, quando eu colocar silicone, quando eu malhar, quando eu ganhar o meu décimo terceiro, quando eu sair das dívidas, ai vou ser feliz.

Pelo amor de Deus, quando iremos perceber que o passado não volta mais, que o futuro depende do que escolhemos hoje e que o hoje É efetivamente a nossa vida! Ela é agora, não no dia tal, a felicidade tem que ser conquistada agora, dane-se o mundo, dane-se a opinião dos que não acreditam em nós, é preciso viver minhas amigas! Agora mesmo!

Mas antes disso termine de ler o post por favor, afinal de contas os seus comentários me fazem feliz :-).

Sei que vocês já ouviram pessoas falando isso, já leram livros falando disso, já viram filmes que mostram isso, mas então eu pergunto, por que a dúvida ainda persiste?

Por que não estamos sendo felizes ainda? Por que continuamos nos queixando do mundo, ohh vida, ohh céus!

Sabem o que falta?

ATITUDE !!!

É disso que o sucesso se trata, é disso que depende qualquer coisa que nós fizermos, ATITUDE de não temer o fracasso por que ele nos fortalece e nos ensina, atitude de ignorar os comentários pejorativos por que eles são feitos por pessoas que vivem com medo de fracassar! Fracasse, erre, aprenda com isso e corra para o sucesso, ele depende somente de vocês minhas amigas do Blog da Mulher Rica. A atitude que tomarão, a escolha que farão é o que determina o seu futuro, nada mais!

Espero que tenham gostado do post e mais uma vez, desejo a todas uma vida cheia de alegria e emoção!

Esta foi a minha atitude para ser feliz, trazer a vocês palavras que de alguma forma possam ajudá-las a serem felizes também, isso me alegra muito!

Super abraço

Leandro Benitez