Loading

Não siga conselhos, crie a sua história!


Olá meninas do blog da MULHER RICA, como vocês tem passado?

Faz bastante tempo desde o nosso último encontro não é mesmo? Até onde me lembro a última postagem que fiz para o blog foi em junho de 2011. Eu espero que vocês estejam tão surpresas de me ver aqui novamente quanto eu estou feliz de ter recebido o convite da Maiara para voltar a lhes escrever.


Hoje quando ela me perguntou se eu poderia voltar a escrever eu parei por um instante para lembrar das últimas postagens que fiz, do carinho de vocês, das histórias maravilhosas que eu li, do quanto me fazia feliz ajudar as pessoas a pararem para refletir. Mas não achem que era uma via de mão única, as histórias que eu ouvi não só me fizeram parar também como de uma forma direta ou indireta me mudaram e me levaram por caminhos inesperados. Obrigado!


Eu parei por alguns momentos no meu dia para pensar no que poderia escrever-lhes, pensando em quando a inspiração viria, foi então que no mercado, escolhendo laranjas para fazer um suco o estalo veio.
É claro! Tempo e mudança são os assuntos perfeitos para este post!


Eu sei, eu sei, você deve estar pensando, o que tem a ver uma laranja com mudança? Pois bem, me acompanhe durante esta jornada que eu explico.

Eu peguei uma laranja e a apertei tentando decifrar se dela sairia bastante ou pouco suco, se ela estivesse macia provavelmente renderia mais do que uma que é mais dura, fazendo isso eu pensei, qual a diferença entre a laranja macia e a mais dura? TEMPO…


Certo, então vocês concordarão comigo que o tempo é um fator importante, que ele afeta de alguma forma a todas as coisas que existem no mundo, o tempo é capaz de levar uma fruta verde e incomível ao ponto perfeito, mas também é capaz de apodrecer esta fruta e deixá-la incomível. Em resumo, o tempo pode me ajudar ou pode me prejudicar, o que muda o resultado é quando a fruta foi colhida, quando ela foi para o mercado e quando foi escolhida por alguém para virar um suco, uma salada de frutas ou simplesmente para ser comida após uma corridinha no parque. Série de atividades que podem ser descritas por uma única palavra, ATITUDE!!!




Onde quero chegar amigas do blog da MULHER RICA? Pensei comigo, a minha última postagem aqui no blog foi em junho de 2011, mais de um ano se passou, pare para pensar em quantas coisas mudaram neste ano, só de pensar eu fico impressionado. Em um ano eu mudei de profissão, conheci milhares de lugares e pessoas diferentes, dei muitas palestras, fui promovido, mudei a decoração do meu apartamento, toquei bateria em uma bandinha pequena, larguei a bateria para tocar violino, me apaixonei pelo violino, fiz um curso de vela e me apaixonei pelos veleiros, comprei o meu veleiro, e a lista não para. O tempo não para, o tempo passa. Neste tempo, vivemos muitas e muitas coisas, muitas situações que podem ter mudado nossa vida para melhor ou para pior desde o último ponto de referência, no meu caso, o meu ultimo post neste blog.

Queria convidá-las para uma reflexão comigo encima disso, imaginem o tempo como um rio correndo, você está lá sentada na beira do rio vendo a água passar, ela parece imutável, o trajeto é sempre o mesmo, na mesma direção, com a mesma velocidade, um caçador vem e corta uma árvore para fazer lenha, porém grande parte desta árvore sobra e ele joga no rio, o fluxo será desviado, a água diminuirá a sua velocidade por alguns instantes, porém logo mais ela varrerá qualquer vestígio daquela árvore, voltando ao seu fluxo natural, como se nada houvesse sido feito naquele lugar, a única diferença agora é que aquela árvore nunca mais estará lá, a sombra que ela fazia não mais será feita, poderão nascer outras, mas nunca mais aquela. Imagine agora que esta árvore corra rio abaixo e termine parando próximo a um ponto onde animais costumavam beber água, agora pelo fato da árvore estar lá, com seus inúmeros galhos obstruindo a chegada até a margem do rio, os animais não consigam mais saciar a sua sede neste ponto, terão que mudar, a vida deles terá mudado e nunca mais será a mesma, imagine agora que o caçador que cortou a árvore vinha a este ponto justamente por que havia uma grande concentração de animais que bebiam água, não mais encontrá os animais que antes encontrava, o que ele fez lá atrás mudou a sua vida hoje, ele terá que buscar um novo ponto de caça, mudará a sua rotina e talvez tenha perdido o seu alimento, tendo que recorrer a outras fontes.




Parece confuso, mas não é, minhas queridas amigas, o meu objetivo com este post é lhes mostrar o quanto uma atitude nossa, uma simples iniciativa que hoje parece não fazer nenhuma diferença, poderá fazer lá na frente.


Neste um ano em que estive sem lhes escrever passei por situações diversas, momentos de grande alegria, momentos de extrema infelicidade, cheguei diversas vezes ao ponto de quase desistir, porém Deus me segurou firme da mão e hoje estou aqui novamente, cheio de novas histórias e aprendizados que creio que podem de alguma forma lhes servir de combustível para vencer as suas guerras.


O que aprendi neste tempo?


Aprendi que temos que passar pelo que passamos, é preciso errar, é preciso sofrer, é preciso passar frio para dar valor ao calor assim como é preciso passar pelo calor para dar valor ao frio. Eu aprendi que não importa qual é a minha situação, não existe tempestade que dure para sempre, não existe deserto que não termine, tudo passa, todas as tribulações que possamos ter, indiferente da área, passa. Pode demorar mais ou menos, o que determinará isso é a sua postura, entregar-se a derrota ou lutar?


Poucos dias atrás eu comecei a refletir, olha quanta coisa eu já passei, olha como eu passei por situações em que pensei que não ia sobreviver, quantas noites eu chorei como criança atirado no chão do meu banheiro, debaixo do chuveiro, quantas vezes eu caminhei sem rumo pela cidade, quantas vezes eu sai e enchi a cara buscando esquecer dos meus problemas, incontáveis vezes estive em situações extremas e desgastantes, pensando em tudo isso cheguei a conclusão de que cada uma destas histórias me tornou o que sou hoje e me ensinaram a não repetir os mesmos erros.



Outro dia, conversando com a minha mãe que desabafava comigo sobre como ela queria que meus irmãos ouvissem os seus conselhos eu perguntei a ela, “- Mãe lembras de quando tu fostes embora do Brasil e voltou decepcionada?” Ela respondeu que sim e completou, “- Mas a minha mãe me falou para eu não ir, se eu a tivesse ouvido e não teria passado pelo que passei.” Ótimo eu respondi, agora pensa comigo, tu fostes e te decepcionastes, mas vivestes essa história, hoje se receberes o mesmo convite irias feito uma maluca ou pensarás com mais cuidado? Agirás encima da tua experiência vivida e não na experiência de outra pessoa, se tu não tivestes ido, viverias a tua vida toda pensando em como teria sido, culparias a tua mãe por não ter te apoiado e se hoje te fizessem o mesmo convite, irias e quebrarias a cara como aconteceu antes. Em resumo, cada um precisa viver a sua história, errar os seus erros e superar sozinho o que precisa ser superado, não importa quantos conselhos me derem se eu não estiver pronto para levantar.


O que eu quero dizer com isso é, é preciso viver minhas amigas, é preciso se jogar, é preciso muitas vezes agir sim com o coração, quebrar a cara, tentar de novo, arriscar-se novamente, não se feche!!! Meu Deus, a vida é isso aqui, o que está passando enquanto eu escrevo, enquanto você lê, isso é vida, você está lendo este post por que provavelmente está passando por dificuldades, está querendo mudar, não aguenta mais a sua situação, então? O que está esperando para mudar?


Você pode me dizer o que quiser, pode inventar as desculpas que quiser, idade, filhos, falta de dinheiro, falta de tempo, eu sempre terei uma resposta para elas, não existe desculpas para quem quer uma solução, é preciso sim sacrifício, teoria? Não, prática, pode acreditar, eu tenho muita!



Eu aceito que me digam que estou sendo fraco quando estou, e não pense que não escutei isso várias vezes, olha o cara que dava palestras motivacionais ai, como pode o cara que dava palestras e cursos de finanças estar endividado, como pode o motivador estar desmotivado? É fácil apontar o dedo, difícil é estender a mão minhas amigas. É fácil também acusar essas pessoas, difícil é aceitar que elas têm razão em um ponto, os culpados somos nós mesmos, nós somos que gastamos de mais e nos endividamos, nós somos que escolhemos caminhos que nos levaram a infelicidade, porém sabem o que é maravilhoso em tudo isso? Que a qualquer momento podemos mudar de direção! A qualquer momento podemos levantar do chão onde estamos mendigando pela sorte e começar a caminhar, só assim chegaremos a um lugar diferente, talvez não melhor, mas quem sabe?


Ficando onde e como estou minha realidade nunca mudará, caminhando, posso até passar por novos desafios, porém como falei, passarei, não ficarei, eu passo, mas saio deles, e saio com maiores aprendizados. Eu aposto com você minha amiga, se você for acampar em Ilha Bela sem repelente, poderá passar maus momentos, porém nunca mais voltará lá sem um repelente, entendeu onde eu queria chegar? Agora, se você for toda vez sem repelente, mesmo sabendo que os borrachudos farão um banquete com você, ai me desculpe, mas você ainda não sofreu o bastante, não importa o meu conselho se você nunca passou por isso, se nunca sentiu na pele, não adianta ninguém lhe falar, você precisará experimentar, saber por si mesma se isso é verdade.


Não desista, não pare de lutar, isso é só um momento, é só uma fase, eu sei, eu também já ouvi isso e pensei a mesma coisa, é fácil falar, difícil é estar aqui. Concordo com você, é difícil passar pela dificuldade, muitas vezes a gente sabe que precisa se levantar, sabe que precisa dar um jeito, mas não consegue, não sabe como fazer ou simplesmente não tem forças para fazer. É como saber que tem que nadar para não morrer afogado, mas ao mesmo tempo estar cansado ao ponto de não conseguir. Porém é ai que eu aprendi o segredo, muitas vezes a forma que Deus tem de nos mudar é permitindo que a gente a chegue no fundo, bem lá no fundo, de onde chegamos a pensar que nunca mais sairemos, quer saber como sei? Preciso mesmo falar? Queridas amigas, eu estive em situações que pensava, agora sim, não tem como voltar atrás, eu abri a caixa de pandora! Afundava, afundava e afundava e quando achava que não tinha mais como afundar, lá fui eu novamente, até chegar a um ponto onde eu simplesmente precisava parar com aquilo, eu quebrava os grilhões, gritava com toda a minha força “CHEGA!!!!!!!!!!!!” “NÃO AGUENTO MAIS ISSO” e ai queridas, ai eu mudava, não eram as pessoas, não era a sorte, não era nada além de mim.

 


Em uma destas situações, levantei-me do sofá onde estava em um estado deplorável, coloquei uma bermuda, uma camiseta meus fones de ouvido e sai para correr, corri até perder as forças por completo, parei, chorei como uma criança, corri mais, mais, mais, mais e quando minha respiração estava quase no fim, sentindo a adrenalina explodindo no meu corpo eu corri com todas as minhas forças, com uma energia que eu não sabia de onde vinha, corri com toda a velocidade que pude a ponto dos meus pés mal tocarem o chão, corri assim até quase parar de respirar e então eu diminui até estar caminhando, foi ai que senti uma felicidade que não tem como ser explicada, eu estava liberto! Voltei para casa, tomei um banho com o meu notebook tocando música a todo volume no banheiro, sai do chuveiro e fiz a barba, coloquei minha melhor roupa e sai para caminhar pelo parque com o meu chimarrão, renovado, feliz, é incrível como até as pessoas nos olham de uma forma diferente quando estamos autoconfiantes, conseguimos puxar assunto, conseguimos dar um bom dia, boa tarde ou boa noite capaz de nos aproximar das pessoas e abrir as portas que antes, com aquela cara de derrotados não conseguiríamos, conseguimos convencer uma pessoa a fechar um negócio com a gente, conseguimos convencer uma pessoa a nos contratar, conseguimos convencer um investidor a investir, um comprador a comprar, e conseguimos convencer uma pessoa a nos amar =) .


Foi ruim passar pelos momentos ruins? De forma alguma, porque hoje eu sei como funciona, hoje eu sei que não posso me entregar, está difícil? Sim, mas vai passar, disso eu tenho certeza, está demorando? Ótimo, maior será a minha alegria quando isso passar e maior será o meu aprendizado. Se o meu problema foi financeiro, terei aprendido a poupar, a não gastar mais do que ganho, se o problema foi na minha saúde, aprenderei a me cuidar, praticar exercícios, etc, se o problema foi sentimental, mudarei, farei tudo diferente no próximo relacionamento, e é isso que vai fazer com que ele dê certo.


Só Deus sabe o quanto eu queria poder falar pessoalmente a cada uma de vocês que está passando por dificuldades que você vai vencer! Que você pode vencer! Só precisa acreditar nisso com toda a sua força e levantar-se. Corra, grite, chore, berre, quebre o seu jogo de copos na parede, destrua uma cadeira com um taco de beisebol, extrapole!!! (não preciso nem falar que não deve sair com um taco de beisebol quebrando carros na rua nem matando pessoas! Me refiro a extrapolar dentro das coisas legais e dentro daquilo que vai manter você longe de ser internada em um hospício).


Extrapolar vai fazer você se sentir bem, colocar tudo de ruim para fora e no final dizer, EU CONSIGO!


Eu espero com todas minhas forças, com toda a minha vontade e do fundo do meu coração que você entenda onde eu quis chegar com tudo que escrevi, eu tenho certeza que se for o seu momento, se você for a pessoa que está no fundo do poço como eu estive, estas palavras a ajudarão, eu tenho certeza que se você não chegou neste ponto mas houver prestado atenção, poderá evitar de chegar a este estado, se mesmo assim você cair, não se preocupe, você estará aprendendo, voltará desta fase muito melhor do que entrou, disso eu não tenho a mínima dúvida.


Eu gostaria muito de ouvir as suas histórias, ouvir histórias de pessoas que tenham passado por dificuldades e que possam vir aqui ao blog da MULHER RICA contá-las, isso não só registra a sua vitória como ajudará outras pessoas a vencer também. Conte-me as suas histórias, mandem e-mail para mim com qualquer dúvida que tenham que eu terei muito prazer em ajudar vocês, contem comigo para vencer as suas batalhas pois eu sei que todas elas, indiferente do tamanho podem ser vencidas.


Estou muito feliz de estar de volta e espero contribuir com vocês, seja ajudando, seja motivando-as ou simplesmente proporcionando bons momentos de leitura.


Um grandíssimo abraço e até a próxima!


Ahh, quase ia me esquecendo de deixar para vocês uma das minhas frases favoritas!


“Deus não escolhe os capacitados, Ele capacita os escolhidos”


Agora sim, um abração!



————————————–\o/————————————–

Leia mais outros posts do Leandro Benitez aqui no blog Mulher Rica:
É hora de levantar do banquinho;
Emprego fixo ou bico;
Não consigo ganhar dinheiro com nada;
Estou passando por uma crise financeira;


Fonte Gifs animados “Como eu me sinto quando