Loading

O que seu futuro financeiro tem a te dizer?

Seu futuro financeiro lhe enviou uma carta, veja o que ele tem a te dizer

O que seu futuro financeiro tem a te dizer?

Tudo o que você conseguiu fazer a respeito do seu dinheiro até hoje foi gastar, gastar e gastar.

Ahhh, também encontrou mil desculpas para continuar gastando, gastando e gastando.

Estou falando com você mesmo que decidiu ler este post, que vive jogando a poeirinha para debaixo do tapete, mascarando a sua situação financeira. Ela está uma bagunça, não está? E até quando você vai ficar fugindo disso tudo?

Pois bem, hoje eu trouxe uma surpreendente carta pra você… sim, especialmente pra você!

Sabe quem te enviou? Você mesmo. Você do futuro!

É, pasme! Você no futuro precisou desabafar e te enviou uma carta, veja o que você tem a te dizer…

futuro financeiro

“Olá, eu no passado.

Hoje você está com 65 anos. Bastante tempo passou, não é verdade? Mas você não imagina como passou rápido, você pensou que demoraria a chegar até aqui, parecia uma idade beeem distante realmente. Mas não faz muito que me lembro de você lendo sobre finanças pela internet e achando tudo muito chato e difícil.

Lembro que você tentou diversas vezes começar a economizar, parar de consumir descontroladamente, fez promessas que começaria a investir, que quebraria os cartões de crédito etc.

Mas tudo sempre foi muito difícil, não é mesmo? Exigia um pouco de estudo e dedicação, e você estava sempre muito ocupada, o trabalho te consumia demais e ainda tinha que malhar, estar bem vestida, ir ao shopping nos finais de semana, tinha os sites de livros, sapatos e bolsas que você visitava (e comprava) frequentemente.

Realmente tudo era bem mais importante e divertido. Lembro-me disso, eu achava legal, foram momentos de satisfação imediata, alegria momentânea. Lembro-me também que depois desse consumo todo, batia certa carência e tristeza… era um vazio enorme que nenhuma compra preenchia, mas você não se permitia analisar o que estava acontecendo e resolver o problema de verdade, logo vinham mais consumos.

Foram muitas noites saindo para jantar em restaurantes caros, beber com os amigos gastando o dinheiro da gasolina, todos os dias da semana você tinha um compromisso nada econômico, era divertido, eu gostava.

Você sempre teve carro financiado e no máximo em dois anos queria mudar porque já estava enjoada do velho companheiro. Não tenho lembranças de ter liquidado o financiamento de algum deles. Comprava muitos móveis para casa e várias futilidades por todos esses anos.

Esse descontrole te levou a pegar vários empréstimos, fechar muitos meses no vermelho, a trabalhar nervosa temendo ser demitida, precisou de dinheiro de amigo, dos pais e namorados, mas em nenhum momento conseguiu tomar a decisão de fazer diferente.

Pois bem, gostaria de te escrever para contar que você comprou a casa dos sonhos, que fez aquela viagem para Dubai, que fez os cursos de mergulho e dança moderna que sempre sonhou, mas por não ter tido força de vontade, disciplina e responsabilidade para fazer diferente, hoje eu tenho que te dizer que teu futuro é desesperador… o dinheiro da aposentadoria está servindo para comprar os remédios para pressão alta e outros três que te ajudam a sobreviver mais um dia. Nesse meio tempo você andou bastante estressada, angustiada e triste, um divórcio depois e mais algumas dívidas, hoje você está vivendo na casa do seu filho mais velho, com a esposa dele. Graças a Deus você tem uma nora maravilhosa, e seu filho que te acolheu.

Sabe todos esses teus sonhos aí?! Comprar uma casa no campo, voar de balão, dar a volta ao mundo e comprar um New Beetle? Todos esses sonhos foram empacotados e engavetados, a aposentadoria chegou e te limitou totalmente.

Hoje eu acredito que se tivesse tirado uma horinha por dia para cuidar das finanças, se você tivesse parado agora, enquanto ainda tinha tempo… para realmente colocar em prática todas as promessas de ano novo, tenho certeza que hoje, com 65 anos, você estaria numa praia relaxando e curtindo os netos, usufruindo do descanso merecido. Não que você não merecesse viver tudo isso, pelo contrário, mas só dependia de mim anos atrás, e eu preferi deixar para outra hora. Eu sempre fui a única responsável.

Queria muito poder te alertar a tempo, para que esse sentimento de arrependimento não me acompanhasse como um pesadelo no futuro.

Se eu pudesse agora falar comigo 30 anos atrás, contaria que o meu futuro financeiro poderia ser assustador e que a hora de começar a organizar as finanças era agora! Agora! Não daqui a pouco ou depois. Depois é tarde demais e o amanhã é logo aqui.

Saudações,

Você do futuro.”