Loading

Parece que corri uma maratona…

Olá… que bom te encontrar aqui.

O post de hoje é pra compartilhar algo que eu fiz e até agora preciso que me belisquem pra eu entender se isso realmente aconteceu.

Eu amo amo correr, e isso não é de agora não… lembro-me bem dos meus primeiros metros, acredito que aconteceram lá pelos meus 16 anos. Comecei timidamente, sem grandes expectativas, acredito que como boa iniciante, o que eu queria era cada dia percorrer mais alguns metros sem quase morrer sem fôlego.

E assim aconteceu, pela ponte Internacional Mauá que divide Brasil do Uruguai, lá em Jaguarão no meu amado Rio Grande do Sul. Muitos finais de tardes “percorridos” por lá.

Até hoje não sei explicar o motivo de começar, sei que tive em casa desde muito cedo inspiração para o esporte, meus pais sempre foram muito ativos, meu pai, amante da corrida.

Os anos foram passando, a vida acontecendo, participei de várias provas de rua e sempre carregando dentro de mim um amor por esse esporte.

É um esporte que te acolhe do jeitinho que você é, não tem preconceitos, não exige grandes preparos, roupas caras, lugar específico. Você coloca seu tênis, uma roupa confortável e pode simplesmente sair por aí, sentindo-se dona do seu mundo.

Pode ser minutos ou horas, pode acabar quase sem fôlego ou ainda cheia de energia. O que interessa é que cada km percorrido faz de você alguém ainda mais forte.

Quando eu calço meus tênis e me ponho a correr, sempre volto melhor, meus problemas ficam pelo caminho, volto com ideias, energizada, volto com soluções, volto renovada.

Pois bem, há um ano eu me senti encorajada a participar de uma maratona (42,2 km), decidi em outubro do ano passado que eu completaria uma maratona até outubro de 2015.

Mesmo sem estar treinando na época. Pior de tudo foi ver o ano passando e eu continuava sem retomar os treinos. Em setembro eu já tinha declarado fracasso nesse objetivo. em Junho fiz um post com atualização dos meus Top4 e lá falei como não estava andando esse objetivo!

Como eu conseguiria completar 42,2km sendo que não corria há meses e minha maior distância da vida tinha sido 15km?

Ai ai… o que seria da vida se não fossem os giros que ela dá não é mesmo?!

Acompanhe a segunda parte desse post para entender o desfecho dessa história.

 

X