Loading

Qual a idade certa para investir?

Qual a idade certa para investir?

Uma dúvida corriqueira entre muitas pessoas é sobre a idade certa para investir. Alguns entendem que por terem mais de 60 anos e estarem perto da aposentadoria, não seja a melhor hora. Outros acreditam que apenas dos 20 aos 30 anos seja válido. E entre este período?  Ainda há quem pense que é muito jovem, e que dá pra esperar mais um tempo pra começar a se “preocupar” com isso. Será que há mesmo uma idade certa para investir?  Descubra a seguir.

É evidente que quanto mais cedo se começa, mais dinheiro podemos acumular. Contudo, o tempo não é o único fator para o acumulo de dinheiro e garantia de liberdade financeira. Rentabilidade e valor dos aportes mensais também são alguns fatores que devem ser levados em consideração. Juntar dinheiro por 30 anos e deixar embaixo do colchão, pode fazer com que você tenha, posteriormente, menos dinheiro em relação a quem investiu ou colocou na poupança por 10 anos, por exemplo. Da mesma forma, quem começa cedo, mas logo perde o autocontrole ao ver o montante que já foi conquistado e para de guardar ou gasta sem restrições, pode ter menos dinheiro se comparado a alguém que iniciou os aportes 10 anos mais tarde, mas os faz com regularidade até hoje.

Quando se começa na casa dos 20 anos, na maioria das vezes os valores dos aportes são muito baixos em relação aos valores que serão recebidos com mas tempo de carreira. E, justamente por começar mais cedo, a quantia mensal a ser acumulada para garantir uma aposentadoria no futuro pode ser mais baixa. Quanto mais tarde se começa, maior será a quantia mensal a ser acumulada, o que é mais fácil para quem já tem uma carreira sólida, por exemplo.

Tendo em vista o fator rentabilidade, o aprendizado é muito importante, já que, a depender do investimento, pode ser necessário certa experiência ou conhecimento advindo de livros, cursos ou consultores, para não cair em ciladas. Quando se investe, é necessário primeiro compreender as variáveis deste investimento. Algumas pessoas entram cedo no meio dos investimentos, contando com pouco conhecimento, e vão aprendendo por si só. Entretanto, para quem tem mais idade, é importante estar atento aos riscos que cada investimento apresenta, para que, se houver perda, haja tempo hábil para recuperar a quantia. Em geral, quanto maior o risco, maior será a rentabilidade do investimento. Mas quanto mais conhecimento mais controlado está o risco.

A partir disso, pode-se perceber que não há uma idade correta para se começar a investir, visto que há mais fatores envolvidos nessa escolha que o tempo. Deve-se levar em consideração o hábito de investir, o valor dos aportes mensais e a rentabilidade de cada investimento, e principalmente o conhecimento sobre o assunto. Neste último caso, ainda há a possibilidade de contratar um especialista para administrar seu patrimônio.

Começar já, com o que tem, ser persistente e consistente é o segredo da riqueza!