Loading

Tesouro Direto agora mais simples!

Olá querida leitora, tudo bem?

Eu tenho uma novidade pra compartilhar com você, tenho certeza que será muito útil para nossa vida como investidoras.

Se você ainda não investe no tesouro direto, não vai ter mais desculpas para começar e já!

Uma das grandes dificuldades na hora em investir em títulos públicos era exatamente em entender cada um deles… para que servia, qual escolher, enfim, um tanto de letras confusas que acabava afugentando muitos investidores. Mas agora, eles resolveram facilitar nossa vida e assim atrair mais interessados.  Yupiii, olha lá nóis investinduuuu!!!

O tesouro direto já é muito acessível no sentido de valores, podemos começar com apenas R$ 30,00. É claro que você tem trintinha por aí não é mesmo?

Antes de falar um pouquinho mais sobre a mudança, dá só uma olhada como é simples começar a investir no TD:

Passo a passo:

TD_Passo_a_Passo-v1

1 – Primeiramente, você precisa ter CPF e conta corrente em uma instituição financeira. (Atualmente possuo conta na Walpires e essa é a indicação do Mulher Rica para quem está procurando uma instituição financeira para intermediar seus investimentos)

2 – A partir daí, você deverá escolher uma instituição financeira, que pode ser um banco ou uma corretora, também chamada de agente de custódia, para intermediar suas transações com o Tesouro Direto. No botão apresentado no final desta página, você encontra a lista de todas as instituições habilitadas a operar com títulos públicos federais. Também são apresentadas as taxas de administração cobradas por elas.

3 – Entre em contato com a instituição financeira escolhida e solicite seu cadastramento. Você deverá fornecer a documentação necessária para que essa instituição abra uma conta em seu nome para operar com o Tesouro Direto.

4 – A partir disso, você receberá uma senha provisória da BM&FBovespa para o primeiro acesso à área restrita do Tesouro Direto, em que são realizadas as operações de compra e venda, assim como consultas a saldos e extratos.

5 – Troque a senha provisória por uma nova que deverá conter entre 8 e 16 dígitos, composta por letras, números e caracteres especiais. Pronto! Você já será investidor habilitado e poderá começar a investir.

6 – Agora, você precisa descobrir qual título é mais adequado para alcançar o seu objetivo financeiro. Para ajudá-lo nessa escolha, utilize a ferramenta Orientador Financeiro oferecida tanto no site do Tesouro Direto quanto na área restrita ao investidor. Definido o título adequado, basta efetuar a sua compra.

Fácil fácil, não achou?

Agora veja o que realmente mudou:

novos-nomes-tesourodireto

Além dos existentes, eles criaram um novo papel,  o Tesouro Prefixado 2021 (LTN). Ele é ideal para quem deseja um investimento de longo prazo, prefixado (com rentabilidade definida no momento da compra) e pode deixar o dinheiro render até seu o vencimento, já que não faz pagamentos de juros semestrais (cupons). É mais uma opção para ajudá-lo no seu planejamento financeiro.

A taxa dos prefixados, como você já sabe, é predeterminada no momento da compra. Ela é dada pela diferença entre o preço de compra e pelo preço no momento do vencimento, seu fluxo não é corrigido por nenhum indexador.

Já os pós-fixados possuem o valor do título corrigido pelo seu indexador. Assim, a rentabilidade do título depende tanto do desempenho do seu indexador, quanto da diferença paga no momento da compra.

O Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais são indexados ao IPCA e o Tesouro Selic é indexado à taxa Selic.

Outra novidade é a implementação da recompra diária dos títulos públicos. Agora você poderá vender os seus papéis sempre que quiser, com a garantia e tranquilidade de poder contar com o Tesouro Nacional como comprador. Com a liquidez diária, o Tesouro Direto se apresenta como uma alternativa de investimento cada vez mais vantajosa para  você.

Querida leitora… tá ou não tá uma belezura esse TD?

Bora começar a investir?

Um beijo grande e até logo.

X